Alfredo Aldai/Efe
Alfredo Aldai/Efe

Operação antiterrorista prende 5 membros da ETA na Espanha

Detidos faziam parte de grupo que colocou cerca de 100 quilos de explosivos em frente a delegacia

Efe,

26 de janeiro de 2010 | 07h44

Cinco pessoas foram detidas nesta terça-feira, 26, em uma operação contra o grupo separatista terrorista ETA no País Basco (Espanha), informaram fontes antiterroristas.

 

Um dos aprisionados, Ibai Iparaguirre Burgoa, está ligado ao assassinato de um membro da brigada do Exército espanhol, em setembro de 2008, assim como a vários ataques a várias instituições.

 

Luis Conde de la Cruz, da brigada do Exército, de 46 anos, morreu na explosão de um carro-bomba atribuído ao ETA na localidade de Santoña, na região da Cantábria, vizinha ao País Basco, no norte da Espanha.

 

As detenções das últimas horas aconteceram nas localidades litorâneas de Ondarroa, na província de Vizcaya, e em Mutriku e Deva, na província de Guipúzcoa. A operação antiterrorista, coordenada pela Audiência Nacional espanhola e dirigida pelo magistrado Eloy Velasco, continua aberta e prosseguem os registros em vários domicílios e imóveis.

 

Segundo as fontes, os cinco detidos faziam parte de um grupo da ETA que, entre outras ações, poderia ter participado do ataque perpetrado contra a delegacia da Polícia autônoma basca (Ertzaintza) em Ondarroa, no dia 21 de setembro de 2008.

 

Na ocasião, terroristas colocaram um carro-bomba carregado com 100 quilos de explosivos frente à delegacia, depois de jogarem uma bomba incendiária dentro do estabelecimento para fazer com que os agentes saíssem e fossem atingidos pela explosão.

Tudo o que sabemos sobre:
ETAterrorismoEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.