Operação prende 100 e confisca 1.300 armas no Reino Unido

Polícia realiza ofensiva em quatro cidades do país coma a participação de mais de mil agentes

Efe,

29 de novembro de 2007 | 08h25

A polícia britânica deteve 118 pessoas e confiscou 1.300 armas em uma grande operação realizada na quarta-feira, 28, em várias cidades do norte e do centro da Inglaterra, informou nesta quinta-feira a ministra do Interior britânica, Jacqui Smith. As detenções ocorreram dentro de uma operação policial coordenada, com a participação de mais de mil agentes, em Liverpool, Manchester, Birmingham e Londres, com a apreensão de armas, segundo o Ministério do Interior. Algumas das detenções estão relacionadas também ao tráfico de drogas, à prostituição e a outros crimes. Em declaração em Manchester, Smith qualificou esta operação de "impressionante", destinada a combater o aumento nos últimos meses dos crimes com armas de fogo.  "É importante garantir que tiramos as armas das ruas, que deixamos claro que esta não é a atividade com a qual queremos viver", acrescentou Smith. As quatro cidades citadas foram consideradas pelo governo como centros de delinqüência com armas de fogo, após o caso do menino de 11 anos Rhys Jones, que morreu após ser atingido a tiros por um desconhecido em um parque de Liverpool, em agosto.

Tudo o que sabemos sobre:
armasReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.