Oposição vence eleições legislativas na Romênia, diz pesquisa

Em segundo lugar ficou o reformista Partido Democrata Liberal (PDL), ligado ao presidente Traian Basescu

Efe

30 de novembro de 2008 | 18h06

A aliança de oposição do Partido Social Democrata (PSD) e Partido Conservador (PC) venceu as eleições legislativas na Romênia com 36,2% dos votos, segundo as pesquisas de boca-de-urna do instituto Insomar. Em segundo lugar ficou o reformista Partido Democrata Liberal (PDL), ligado ao presidente Traian Basescu, com 30,3% dos votos, seguido do Partido Nacional Liberal (PNL), atualmente no Governo, que conquistou 20,4% dos eleitores, e dos aliados de gabinete da União Democrática dos Húngaros na Romênia (UDMR), com 6,7%. Nem os social-democratas nem a direita reformista possuem maioria para formar Governo, e, por isso, o PNL do primeiro-ministro Calin Popescu-Tariceanu tem liberdade para governar o país. Os primeiros resultados oficiais das eleições, as primeiras desde que a Romênia aderiu à União Européia (UE), serão divulgados na segunda-feira, 1. As votações, nas quais estavam convocados às urnas mais de 18 milhões de pessoas, foram marcadas pela menor participação dos últimos 16 anos, com um comparecimento inferior a 35% a quatro horas do fechamento dos colégios. Apesar de as pesquisas preverem uma apertada disputa entre PSD e PDL, os social-democratas venceram com vantagem graças ao debate sobre a crise econômica e à baixa participação, segundo as primeiras análises dos especialistas. O PSD procurou atrair eleitores com propostas de maiores gastos sociais diante das turbulências econômicas, que já repercutiram no aumento do desemprego e reduziram as previsões de crescimento do país.

Tudo o que sabemos sobre:
Romêniaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.