Opositores a plano de austeridade enfrentam a polícia na Itália

Parlamento aprovou pacote que inclui aumento de impostos e corta gastos do governo

Reuters

14 Setembro 2011 | 16h49

Conflitos ocorreram do lado de fora do Parlamento

 

ROMA - Centenas de manifestantes italianos entraram em confronto com a polícia do lado de fora do Parlamento durante a votação que aprovou o pacote de austeridade de 54 bilhões de euros proposto pelo governo.

Os manifestantes lançaram fogos de artifícios, viraram latas de lixo e atiraram objetos contra os policiais, no mais recente de uma série de protestos contra os aumentos de impostos e cortes de gastos propostos para reduzir a crise da dívida e equilibrar o orçamento italiano em 2013. Não houve informações iniciais sobre feridos.

A Câmara Baixa do Parlamento deu a aprovação final, por 314 votos a 300, ao pacote de medidas, que inclui um aumento de um ponto percentual no imposto sobre valor agregado e cortes de gastos do governo. A aprovação era esperada, após o governo confortavelmente ganhar um voto de confiança da Câmara Baixa no início do dia. A Câmara Alta do Senado aprovou o plano de austeridade em 7 de setembro.

Na semana passada, o maior sindicato da Itália realizou uma greve geral contra o plano de austeridade, que levou centenas de milhares de trabalhados para as ruas em protestos espalhados por todo o país.

Mais conteúdo sobre:
Itália protestos Europa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.