Otan diz que mais tropas da Rússia se instalam na fronteira com Ucrânia

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Anders Fogh Rasmussen, afirmou nesta quinta-feira que pelo menos mais alguns milhares de soldados da Rússia estão na fronteira leste da Ucrânia, um aumento que classificou como um lamentável revés.

REUTERS

19 de junho de 2014 | 14h16

Após Moscou anexar a região da Crimeia em março, a Otan afirmou que a Rússia deslocou 40 mil homens e os instalou perto da fronteira com a Ucrânia. O país já retirou a grande maioria dos militares da região e apenas uma unidade e mil soldados permaneciam até uma semana atrás.

"Vemos novamente um incremento das tropas da Rússia na fronteira com a Ucrânia. Pelo menos alguns milhares de soldados russos foram instalados", afirmou Rasmussen em Londres.

"Eu considero isso um lamentável passo para trás. Parece que a Rússia mantém aberta a opção de mais intervenções na Ucrânia", disse. "A comunidade internacional terá de responder de maneira firme se a Rússia intervier novamente na Ucrânia."

E acrescentou: "Isso implicaria em sanções econômicas mais duras contra a Rússia que teriam um efeito muito danoso à economia russa."

Nos últimos dias, a Otan registrou evidências de movimentação de algumas unidades mecanizadas, incluindo alguns milhares de soldados russos perto da fronteira com a Ucrânia, afirmou uma autoridade militar da Otan.

"Essas tropas não parecem estar engajadas em atividades de patrulha de fronteira. Estão se concentrando em algumas áreas e preparando e esperando novas ordens", disse a autoridade.

(Por William James e Jack Stubbs; Reportagem adicional de Adrian Croft)

Mais conteúdo sobre:
RUSSIAOTANUCRANIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.