Pacote-bomba encontrado no Reino Unido poderia ter explodido nos EUA

Al-Qaeda no Iêmen assumiu responsabilidade por dois pacotes-bomba interceptados no mês passado

REUTERS

10 de novembro de 2010 | 17h43

Uma bomba encontrada a bordo de um avião de carga em um aeroporto britânico no fim do mês passado poderia ter explodido sobre a costa leste dos Estados Unidos caso não tivesse sido desativada, informou a polícia britânica na quarta-feira.

Veja também:

linkNo Iêmen, clérigo incita violência contra americanos

lista Entenda a expansão da Al-Qaeda no Iêmen

especialEspecial: As franquias da Al-Qaeda

A célula da rede Al-Qaeda no Iêmen reivindicou o envio de dois pacotes-bomba aos EUA que foram interceptados em Dubai e no Reino Unido em outubro.

As bombas, que tinham como destino sinagogas em Chicago, foram encontradas em cartuchos de tinta de impressoras.

O explosivo achado no Reino Unido foi retirado de um avião de carga no aeroporto de East Midlands, no norte de Londres, em 29 de outubro.

"Se o dispositivo não tivesse sido removido da aeronave, a ativação teria ocorrido sobre a costa leste dos EUA", disse a polícia britânica em comunicado.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse no mês passado que não descartaria a possibilidade de que o dispositivo tivesse sido programado para explodir no Reino Unido.

A bomba só foi desativada por especialistas após a remoção do cartucho da impressora cerca de três horas antes do horário programado para a explosão.

O ministro do Interior francês, Brice Hortefeux, disse na semana passada que um dos dois explosivos havia sido desativado apenas 17 minutos antes do horário planejado para a detonação.

Desde então, governos, companhias aéreas e autoridades de aviação em todo o mundo têm revisado medidas de segurança.

(Reportagem de Adrian Croft)

Tudo o que sabemos sobre:
Reino UnidoEUApacote-bomba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.