Pacote-bomba mata secretária em escritório de Paris

Um pacote-bomba matou uma secretária eferiu cinco outras pessoas, nesta quinta-feira, num prédio nocentro de Paris onde funciona um escritório de advocacia quetem o presidente Nicolas Sarkozy como um dos donos. A secretária trabalhava no escritório Gouet-Jenselme, quefica no prédio. O advogado Olivier Brane foi levado ao hospitalàs pressas com ferimentos graves, segundo autoridades. O pacote estava endereçado a Brane, afirmaram as fontes.Sarkozy, que já trabalhou como advogado, tem uma participaçãono escritório Arnaud Claude e Associados, localizado no mesmoprédio. O promotor público Jean-Claude Marin afirmou que a explosãonão tinha ligação com Sarkozy. De acordo com o promotor, havia dois dispositivosexplosivos no mesmo pacote. A explosão aconteceu pouco depoisdas 13h (10h pelo horário de Brasília), quando o pacote foiaberto. A caixa tinha sido entregue por uma pessoa que usava umcapacete e que não foi identificada. O escritório Gouet-Jenselme é especializado em casos dedivórcio, seguros e questões imobiliárias. Além de Brane, quatro outras pessoas ficaram feridas,afirmou a polícia, e dez ficaram em choque. Mais de dez viaturas policiais, além de militares ecaminhões de bombeiros, cercavam o prédio no oeste de Paris,segundo um repórter da Reuters. Uma grande área em torno doescritório foi fechada ao público. "Não sabemos os motivos do ataque. Só sabemos que oescritório do senhor Brane fica no quarto andar e que a portaem frente é da Fundação Shoah", disse ChristianCharriere-Bournazel, futuro presidente da associação deadvogados de Paris. A fundação dedica-se à memória das vítimas do Holocausto. Ocaçador de nazistas francês Serge Klarsfeld, que foi ao localda explosão, disse a repórteres não acreditar que a fundaçãofosse o alvo do ataque. "Não houve nenhuma ameaça", disse ele. A ministra do Interior francesa, Alliot-Marie, disse emnota que vai voltar de Bruxelas para ir até o local daexplosão. (Reportagem adicional de Swaha Pattanaik e Jean-BaptisteVey)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.