Pacto de redução de armas pode ficar pronto em semanas, diz Rússia

Final de março e começo de abril foi o prazo estipulado por chanceler Sergei Lavrov

Associated Press,

16 de março de 2010 | 13h38

MOSCOU - Um novo acordo de redução de armas nucleares entre a Rússia e os EUA poderia estar pronto no final de março ou no início de abril, informaram nesta terça-feira, 16, agências de notícias citando o ministro de Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov.

 

As equipes russas e americanas têm negociado durante meses um acordo para substituir o Tratado Estratégico de Redução de Armas de 1991 (Start, na sigla em inglês), cuja validade expirou em dezembro de 2009. Os presidentes americano, Barack Obama, e russo, Dmitri Medvedev, tem tentado retomar as negociações sobre o assunto.

 

"No final de março, abril, essas são as datas em que o tratado deve estar pronto, se as delegações seguirem firmemente com as diretivas dos presidentes", disse Lavrov. "Quando e onde o acordo será firmado, os presidentes decidirão", completou. Se for cumprida essa data, o acordo poderá ser assinado antes da cúpula para a segurança internacional planejada por Obama para abril em Washington.

 

Espera-se que os negociadores informem seus superiores sobre o progresso das negociações antes da visita da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, a Moscou, nesta quinta. A secretária participará de uma reunião sobre o Oriente Médio, mas também deve discutir o tratado de redução dos arsenais nucleares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.