País Basco tem três explosões; ETA reivindica duas

Três artefatos explodiram nasegunda-feira no País Basco, provocando apenas danos materiais,segundo as autoridades. O grupo separatista local ETAreivindicou duas das explosões. Os dois primeiros ataques, reivindicados pelo ETA,atingiram duas escavadeiras numa obra de Hernani, província deGuipúzcoa, segundo a Ertzaintza (polícia basca). Já de noite, o Departamento do Interior disse que umveículo pertencente à unidade canina da Ertzaintza havia sidoexplodido por volta de 22 horas num estacionamento público deBaracaldo (província de Vizcaya). Um cachorro que estava noveículo teria sobrevivido, segundo as primeiras informações.Outros carros também sofreram danos ao redor. A entidade patronal Confebask disse à Reuters que asescavadeiras atingidas pertenciam à empresa Amenábar e estavamem Hernani para as obras do trem-bala local. Durante a madrugada, policiais já haviam sido alertadospara uma possível explosão no bairro de Santa Bárbara, emHernani, mas não encontraram nada. Só de manhã os operáriosnotaram os estragos nas máquinas. À tarde, as autoridades de Vizcaya receberam um telefonemaem nome do ETA reivindicando essas explosões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.