Pais de Madeleine contratam nova equipe de detetives

Profissionais irão examinar as provas reunidas pela polícia portuguesa, que conclui o relatório do caso

Efe,

02 de julho de 2008 | 14h44

Kate e Gerry McCann, os pais da menina Madeleine, que desapareceu de um quarto de hotel no sul de Portugal em 3 de maio de 2007, contrataram uma nova equipe de detetives particulares para examinar as provas reunidas pela Polícia portuguesa, que concluiu o relatório do caso. Veja também:Polícia portuguesa nega que tenha encerrado o caso Madeleine Os advogados do casal de médicos britânicos, considerados pela Polícia portuguesa como suspeitos do desaparecimento de sua filha, solicitarão acesso aos arquivos policiais assim que o caso seja arquivado, informou nesta terça-feira, 2, o vespertino Evening Standard. Os detetives particulares devem revisar várias caixas de documentos em busca de alguma prova de que a menina continua viva, 14 meses depois de seu misterioso desaparecimento no Algarve. Segundo fontes próximas aos McCann, o casal, que recorreu inicialmente a agência espanhola de detetives Método 3, acaba de contratar uma nova equipe de detetives com base no Reino Unido. A agência de detetives espanhola foi criticada por uma série de declarações públicas, entre elas a promessa feita por seu diretor de que encontrariam Madeleine antes do último Natal, segundo o Evening Standard. Uma fonte próxima aos McCann disse ao jornal que "já há uma nova equipe trabalhando no caso, com base no Reino Unido, embora alguns de seus elementos sejam feitos fora do país." Em Portugal, a documentação sobre Madeleine está com o procurador José Magalhães e Menezes, que, segundo antecipou a imprensa portuguesa, poderia decidir por arquivar o caso em breve por falta de provas contra os McCann no desaparecimento de sua filha.

Tudo o que sabemos sobre:
Madeleine

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.