Pamplona faz protesto silencioso contra morte de brasileira

Tatiele de Sousa Neres, de 20 anos, foi supostamente degolada por seu companheiro em sua casa

Efe,

19 de janeiro de 2008 | 16h28

Os moradores do bairro onde morava a jovem brasileira Tatiele de Sousa Neres, de 20 anos, cujo corpo foi encontrado em sua casa na cidade de Pamplona (norte da Espanha), e que foi supostamente degolada por seu companheiro, fizeram neste sábado, 19, uma manifestação em protesto contra o assassinato. O suposto assassino da jovem, o também brasileiro Thiago Rosa da Silva, de 23 anos, tentou se matar se jogando do 4º andar de um prédio e, segundo fontes da investigação, continua internado com traumatismos que inspiram cuidados, embora não corra risco de vida. A manifestação silenciosa, convocada pela associação de moradores do bairro e por diversos grupos populares, teve como objetivo denunciar a "nova mostra de violência machista", segundo seus organizadores. Esse protesto se soma ao de ontem, quando autoridades políticas e cidadãos de Pamplona participaram de outra manifestação.

Tudo o que sabemos sobre:
PamplonaEspanhaprotesto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.