(Photo by Paul FAITH / AFP)
(Photo by Paul FAITH / AFP)

Papa chega à Irlanda em meio a turbilhão de casos de abuso sexual na Igreja Católica

O pontífice da Igreja Católica participará de evento periódico sobre o conceito de família e terá a oportunidade de discutir sobre os recentes escândalos sexuais nos Estados Unidos e no Chile

O Estado de S.Paulo

25 Agosto 2018 | 07h43

papa Francisco iniciou neste sábado, 25, uma viagem de dois dias à Irlanda, onde participará do IX Encontro Mundial de Famílias, em Dublin, além também de se reunir com o primeiro-ministro, o democrata-cristão Leo Varadkar, para abordar, entre outros assuntos, os abusos cometidos nos últimos anos pelo clero irlandês e casos mais recentes, como o de, pelo menos, 300 padres na Pensilvânia, Estados Unidos, e a identificação de uma "cultura de abuso", no Chile.

O avião que levou o pontíficie aterrissou às 6h26 (horário de Brasília), no aeroporto de Dublin, de onde seguirá para a residência do presidente irlandês, Michael Higgins, para a cerimônia oficial de boas-vindas.

Veja abaixo: Pensilvânia acusa mais de 300 padres por pedofilia

A primeira e única visita de um papa à Irlanda até hoje foi feita por João Paulo II, em 1979, embora Francisco chegue a um país diferente, no qual a Igreja Católica perdeu influência e apoio pelos milhares de casos de abusos cometidos por religiosos contra menores e mulheres durante décadas. / EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.