Para FMI, Irlanda é capaz de administrar bem suas finanças

O diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, afirmou neste sábado que a Irlanda tem condições de lidar bem com seus assuntos fiscais, e que a instituição não recebeu pedidos de ajuda.

REUTERS

13 de novembro de 2010 | 10h20

A autoridade indicou que o FMI estaria disposto a ajudar a Irlanda se for preciso no futuro, mas afirmou que até o momento a situação está sob controle.

"Não tenho tido contado com a Irlanda", afirmou a jornalistas, no intervalo de cúpula de países da Ásia-Pacífico, em Yokohama, no Japão.

"Até o momento, não recebemos pedido, e penso que a Irlanda pode se virar bem", acrescentou.

A Irlanda se encontra em negociações sobre a possibilidade de receber fundos de urgência da União Europeia, segundo fontes disseram à Reuters, mas Dublin ainda não fez um pedido formal de auxílio.

Investidores monitoraram a crise da dívida na Irlanda. O temor é de que a turbulência em Dublin possa contaminar a economia europeia como um todo.

(Por Bill Tarrant)

Tudo o que sabemos sobre:
IRLANDADIVIDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.