Paris anuncia libertação de 2 jornalistas detidos no Sri Lanka

Os profissionais foram detidos na última segunda, quando filmavam uma família visitando detidos em uma prisão

Efe

26 de dezembro de 2007 | 14h52

A França anunciou nesta quarta-feira, 26,  a libertação dos dois jornalistas da emissora "France 24" detidos na última segundano Sri Lanka. Em comunicado, o ministro de Assuntos Exteriores da França, Bernard Kouchner, enviou seu agradecimento "a todos os que contribuíram para a libertação" e em particular às autoridades do Sri Lanka. Os dois jornalistas foram detidos na última segunda, em Ratgama, a 105 quilômetros de Colombo, quando filmavam uma família visitando detidos em uma prisão. Os repórteres foram acusados de gravar imagens de um ponto de controle de segurança. Os dois jornalistas foram colocados sob custódia da Polícia Judiciária para investigar o caso antes de serem colocados em liberdade e foram apresentados diante de um juiz. A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) expressou sua satisfação pela libertação, enquanto reivindicou mais flexibilidade das autoridades do Sri Lanka com o trabalho dos jornalistas no país. Em comunicado, a organização identificou os repórteres como Capucine Henry e seu câmera Constantin Simon.

Tudo o que sabemos sobre:
JornalistasSri Lankasdetidos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.