Marko Djurica/Reuters
Marko Djurica/Reuters

Parlamentares britânicos são vítimas de ataque cibernético

Ao menos quatro membros da Câmara dos Comuns, equivalente à Câmara dos Deputados do Reino Unido, foram afetados

O Estado de S. Paulo

25 de junho de 2017 | 04h40


O parlamento britânico foi vítima daquilo que alegou ser um “sustentado e determinado” ataque cibernético nesse sábado. A invasão atingiu ao menos quatro legisladores da Câmara dos Comuns, o equivalente à Câmara dos Deputados local.


Apesar da invasão – que invadiu contas com senhas de e-mail consideradas fracas –, tanto a Câmara quanto o Centro Nacional de Segurança Cibernética (NCSC, na sigla local), garantem que os sistemas continuam seguros. “Por precaução, restringimos temporariamente o acesso a rede”, afirmou uma porta-voz do governo. “Como resultado, alguns membros do parlamento e de suas equipes não podem acessar as suas contas de e-mail de fora do Palácio de Westminster, a sede do parlamento britânico”.


O ataque vem quase um mês e meio depois do mega ataque hacker de maio, que causou estragos e sequestrou dados em computadores de mais de 150 paises, incluindo o Brasil. No Reino Unido, o vírus WannaCry, à época, causou problemas no sistema de saúde público, além de atingir instituições em outros setores. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.