Parlamento britânico pede fim do 'happy hour' contra violência

Comitê Parlamentar também procura proibir a venda de bebidas alcoólicas a preços abaixo do mercado

Ansa,

10 de novembro de 2008 | 12h16

O Comitê Parlamentar para Assuntos Internos da Inglaterra e País de Gales pediu o fim do chamado "happy hour" nos pubs e bares do país e a proibição de venda de bebidas alcoólicas a preços mais baratos, a fim de reduzir a violência nas ruas. Os parlamentares indicaram que o consumo de álcool em excesso tem deixado a polícia britânica sob pressão. Segundo a investigação parlamentar de Londres, o maior desafio enfrentado pela polícia britânica é a desordem causada por pessoas que bebem excessivamente. Uma das possibilidades apresentadas pelos deputados seria discutir um preço mínimo para a venda de bebidas alcoólicas.  O anúncio foi feito em um relatório sobre os novos desafios da polícia no Século 21. Na Escócia, por exemplo, foi aprovada uma série de medidas que impõe preços mínimos às bebidas para reduzir as promoções e as idas aos bares para beber após o expediente.

Tudo o que sabemos sobre:
Reino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.