Parlamento russo confirma Viktor Zubkov como novo premiê

Em discurso, primeiro-ministro ressalta que deve priorizar questão militar e estabilidade econômica

Agências internacionais,

14 de setembro de 2007 | 07h22

O Parlamento da Rússia confirmou nesta sexta-feira, 14, Viktor Zubkov como o novo primeiro-ministro do país. A Duma, Câmara dos Deputados, aprovou a nomeação por 381 votos a favor e 47 contra.   O único grupo parlamentar que votou em bloco contra a ratificação de Zubkov foi o do Partido Comunista, decisão que o líder dessa formação, Gennady Zyuganov, tinha antecipado na véspera.   Em seu discurso aos deputados, Zubkov, que completa 66 anos neste sábado, ressaltou que as prioridades do Executivo serão aumentar a defesa e garantir a estabilidade econômica do país.   "Outra tarefa estratégica é o desenvolvimento de nosso complexo industrial militar, para o qual há recursos contemplados no orçamento", disse.Zubkov concentrou seu discurso em assuntos econômicos, mas também antecipou que haverá mudanças na composição do Gabinete e que a luta contra a corrupção será também uma de suas principais preocupações."Antes de tudo, devemos conseguir diminuir a inflação, colocar-nos a salvo das oscilações exageradas do rublo e, ao mesmo tempo, encontrar possibilidades de continuar reduzindo os impostos", disse.   Zubkov também se pronunciou a favor de reduzir as importações de produtos agrícolas e ressaltou que a agricultura deve ser uma das principais preocupações do governo.   Falando sobre ética, ele disse que a corrupção permeia toda a sociedade russa e propôs a criação de uma força-tarefa contra o problema.   Pela Constituição, Zubkov tem uma semana para apresentar a Putin propostas para um novo governo. Na sexta-feira, ele sinalizou que o impopular ministro da Saúde e Assuntos Sociais, Mikhail Zurabov, pode cair.   Analistas prevêem que o ministro reformista da Economia, German Gref, também saia. Os mercados dão mais atenção ao destino do ministro das Finanças, Alexei Kudrin, considerado o responsável pelo bom estado atual das finanças nacionais.   O presidente Vladimir Putin nomeou Zubkov na quarta-feira, o que deixou perplexos analistas que esperavam a indicação de um peso-pesado da política. O novo premiê ocupava até então a direção de um obscuro órgão de combate à lavagem de dinheiro.   A nomeação de Zubkov aumenta a incerteza sobre quem será o candidato de Putin à sua própria sucessão, no ano que vem. A maioria dos observadores esperava que o cargo de primeiro-ministro iria para um expressivo representante político, que automaticamente viraria favorito à presidência.

Tudo o que sabemos sobre:
premiêRússiaViktor Zubkov

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.