Partido leiloa jogo de tênis com Blair para arrecadar fundos

Trabalhistas tentam recorde de contas negativas durante os dez anos em que estão no poder do Reino Unido

Efe,

24 de junho de 2008 | 10h39

Disputar uma partida de tênis com o ex-primeiro-ministro do Reino Unido Tony Blair é um dos prêmios de um leilão destinado a arrecadar fundos para o endividado Partido Trabalhista britânico. As finanças do partido nunca estiveram em situação tão negativa nos mais de dez anos que está no poder como agora: apenas 17 pessoas doaram mais de 1 mil libras (1.260 euros) no primeiro trimestre do ano. Os trabalhistas acumularam dívidas de 24 milhões de libras (mais de 30 milhões de euros) e, para tentar sair do vermelho, pediram a ajuda de algumas de suas estrelas. "Oferecemos prêmios que normalmente não podem ser comprados com dinheiro", disse ao diário The Guardian Richard Carbon, ex-secretário de Estado para o Esporte e organizador do jantar de arrecadação de fundos que será realizado em 10 de julho, em Londres. Segundo o jornal, o maior prêmio da noite será justamente a possibilidade de disputar uma partida de tênis com Tony Blair. Entre os outros prêmios da noite estão a possibilidade de assistir a uma corrida de fórmula 1 em qualquer lugar do mundo, e um convite para almoçar com o técnico do Manchester United, Alex Ferguson.

Mais conteúdo sobre:
Partido TrabalhistaReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.