Partido socialista espanhol ganha força com racha na oposição

Uma disputa dentro da oposiçãoconservadora parece ter reduzido as chances de derrota dopartido do governo espanhol nas eleições gerais de março,apontaram pesquisas divulgadas este domingo. A sondagem feita pelo jornal El País, dois dias depois deuma disputa sobre se o popular prefeito de Madri deve ou nãoser candidato parlamentar, mostrou que o partido socialistaestabeleceu uma vantagem de 7,8 por cento. Uma pesquisa no jornal La Vanguarda, de Barcelona, feitaantes que o partido Popular (PP) divulgasse sua disputainterna, apontava o PP apenas 2,5 ponto atrás dos Socialistas--resultado semelhante à outras sondagens recentes. O PP afirmou na noite de terça-feira que havia adiado opedido de Alberto Ruiz-Gallardon, prefeito de Madri, paraconcorrer como candidato em 9 de março. Alguns analistas colocaram o fato como uma vitorioso para aala conservadora do PP, mas um possível golpe nos esforços dopartido de atrair eleitores indecisos. A pesquisa Metroscopia, que entrevistou 800 pessoas naúltima quinta-feira para o El Pais, mostrou que 34,6 por centovotariam no Partido Socialista contra 26,8 por cento para oPartido Popular. Os indecisos são 16,6 por cento, uma proporçãomuito mais alta em comparação com outras pesquisas recentes. Um pesquisa do mesmo instituto, datada de 8 de janeiro parao jornal conservador ABC, mostrava vantagem de apenas 0,7 porcento para os socialistas. Depois de irritar os eleitores de centro com seus ataquesaos esforços do governo de acabar com a violência no paísbasco, o PP mudou sua estratégia e focou no enfraquecimento daeconomia espanhola, diminuindo a vantagem dos socialistas nasúltimas semanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.