Passagem de tornado mata três pessoas na França

Governo destina 300 mil euros para vítimas do fenômeno; pelo menos 13 pessoas foram feridas

Efe e Associated Press,

04 de agosto de 2008 | 14h19

Três pessoas morreram e outras dez ficaram feridas após a passagem de um pequeno tornado pela localidade de Hautmont, no norte da França, informaram fontes da Prefeitura local. A ministra do Interior francesa, Michèle Alliot-Marie, anunciou em entrevista coletiva que o governo destinará ajuda inicial de 300 mil euros para ajudar as pessoas que perderam todos os seus bens.   Os cadáveres foram encontrados pelos bombeiros sob os escombros de uma dezena de casas que foram devastadas pelo forte vento. O último corpo descoberto era de uma mulher, cujo marido também tinha sido achado pouco antes debaixo dos destroços da mesma casa. Outra mulher foi encontrada morta na noite de domingo em outra residência na mesma localidade. Pelo menos nove pessoas tiveram que ser internadas em Boussières-sur-Sambre, segundo a mesma fonte.   Um homem de 76 anos, cuja casa foi destruída pelo pequeno ornado, se suicidou nesta manhã, embora não tenha sido estabelecido um vínculo de causalidade entre o tornado e sua morte.   Em comunicado, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, se solidarizou com a dor das famílias dos mortos e feridos e agradeceu a rápida mobilização dos serviços de segurança e bombeiros.   Os habitantes de quatro regiões do norte francês estão contabilizando os danos provocados pela passagem de um tornado breve, mas forte, que provocou o desabamento de casas e arrancou árvores pela raiz. Desde a passagem do furacão, cerca de 200 bombeiros participam dos trabalhos de remoção de escombros e busca de outras vítimas.

Tudo o que sabemos sobre:
Françatornado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.