Peritos holandeses não conseguem chegar a local da queda de avião da Malásia

Peritos holandeses que tentam recuperar os restos das vítimas do avião da Malásia que caiu na Ucrânia não puderam novamente chegar ao local do desastre nesta quarta-feira por causa dos combates entre separatistas pró-Rússia e forças ucranianas, disse o chefe da missão holandesa.

REUTERS

30 de julho de 2014 | 09h07

"Hoje o comboio com os peritos holandeses não vai viajar para o local da queda do MH17. As condições são muito inseguras no local", disse Pieter Jaap Aalbersberg, o chefe da equipe holandesa, em um comunicado.

Embora a maioria dos corpos tenha sido recolhida no local do desastre de 17 de julho, no qual morreram todos os 298 passageiros e tripulantes, a equipe quer recuperar restos de algumas vítimas e pertences de 195 cidadãos holandeses que estavam a bordo.

"Nós vamos continuar a tentar chegar à área nos próximos dias, mas ainda é preciso ver quando as condições estarão mais seguras."

(Reportagem de Anthony Deutsch)

Tudo o que sabemos sobre:
UCRANIAAVIAOPERITOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.