PETA comemora proibição de touradas na região da Catalunha

Grupo considera a prática uma 'perseguição covarde' aos animais

Efe

28 de julho de 2010 | 15h07

LONDRES - A organização britânica de PETA (People for the Ethical Treatment of Animals), entidade que luta pelo direito dos animais, comemorou nesta quarta-feira, 28, com euforia a proibição das touradas decretada pelo Parlamento da Catalunha. A medida entrará em vigor a partir de 2012.

 

Veja também:

linkCatalunha próibe touradas na região

 

Em uma nota emitida a partir de sua sede em Londres, o grupo destacou que houve conversas e que "a crueldade com os animais classificada como tradição não será tolerada".

 

O grupo lembra que "várias cidades da Espanha, da França, de Portugal, da Colômbia, da Venezuela e do Equador se declararam recentemente contra as festas e corridas de touros" e considera uma boa notícia "a decisão da Catalunha de se converter na segunda região espanhola a proibir essas práticas".

 

A PETA considera as touradas "uma perseguição covarde" e denuncia que o animal frequentemente sofre com "a administração de laxantes, golpes violentos, desidratação" e outras práticas.

 

O grupo conclui dizendo que, "assim como todas as outras pessoas do mundo que se preocupam com os direitos dos animais, está eufórico com a decisão do Parlamento de proibir as touradas".

Tudo o que sabemos sobre:
Catalunhatouradasanimais

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.