Piloto da Força Aérea russa morre durante vôo de treino

Fontes militares de Vladivostok citadas pela "Interfax" indicaram que o aparelho explodiu em pleno vôo

EFE,

20 de março de 2008 | 04h35

Um piloto da Força Aérea da Rússia morreu nesta quinta-feira devido à explosão de seu avião SU-25 quando realizava um vôo de treino no extremo leste do país, informaram fontes oficiais. O acidente, de causas desconhecidas, aconteceu às 21h33 de Brasília na região de Primorie, às margens do Oceano Pacífico, disse o porta-voz da Força Aérea da Rússia, coronel Aleksandr Drobyshevski, à agência "Interfax". "Por ordem do comandante-em-chefe da Força Aérea, foram suspensos temporariamente os vôos dos SU-25", acrescentou. O aparelho acidentado pertencia à guarnição de Chernigovka, situada a cerca de 140 quilômetros de Vladivostok, o principal porto russo no Pacífico. Drobyshevski disse que uma comissão do Ministério da Defesa e da Força Aérea viajou a Chernigovka para investigar as causas do acidente. "Segundo dados preliminares, o avião teve uma falha mecânica durante uma prática de tiro", acrescentou. Fontes militares de Vladivostok citadas pela "Interfax" indicaram que o aparelho explodiu em pleno vôo.

Tudo o que sabemos sobre:
ACIDENTEMOSCOUPILOTO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.