'Piratas' liberam barco espanhol capturado na Somália

Após uma semana de seqüestro, os 26 tripulantes foram libertados e seguem para as Ilhas Seychelles

Efe e Reuters,

26 de abril de 2008 | 19h07

Os 26 tripulantes do navio pesqueiro espanhol "Playa de Bakio", seqüestrado há quase uma semana por piratas na Somália, já foram libertados, informou neste sábado, 26, a primeira vice-presidente do governo espanhol, María Teresa Fernández de la Vega. Segundo ela, o pesqueiro navega "rumo a águas mais seguras" escoltado por um navio da Armada espanhola enviado à Somália.  A embarcação segue para as Ilhas Seychelles e a estimativa é de chegue a capital, Vitória, na nesta terça-feira. María Teresa não comentou, no entanto, se houve pagamento de resgate. A tripulação conta com 13 espanhóis e 13 africanos.

Tudo o que sabemos sobre:
Somáliapiratas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.