Polícia alemã prende jovem após ataque a sinagoga

Coquetéis molotov foram lançados contra entrada de prédio

REUTERS

29 de julho de 2014 | 11h01

Um jovem de 18 anos foi preso na Alemanha depois que coquetéis molotov foram lançados contra uma sinagoga durante a noite na cidade de Wuppertal, oeste do país, informou um comunicado da polícia alemã nesta quarta-feira.

"De acordo com as investigações, três suspeitos jogaram vários dispositivos incendiários na entrada", disse a polícia. Ninguém ficou ferido e aparentemente a sinagoga não foi danificada. Uma moradora alertou a polícia ao ver fogo perto do prédio.

O promotor Hans-Joachim Kiskel disse que a nacionalidade do suspeito preso não havia sido identificada, mas acrescentou que o rapaz declarou ser palestino. Os outros dois suspeitos fugiram.

Na semana passada, o governo alemão garantiu aos judeus que vivem na Alemanha que eles podem se sentir seguros no país, apesar dos slogans antissemitas e ameaças ouvidas em alguns dos protestos contra o conflito de Israel com o Hamas na Faixa de Gaza. As autoridades enfatizaram que tal comportamento não será tolerado.

A imprensa alemã expressou choque com o teor do slogans contra Israel em algumas das manifestações, em um país sensível ao antissemitismo por causa do Holocausto perpetrado pelos nazistas.

(Reportagem de Alexandra Hudson e Thorsten Severin)

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHASINAGOGAATAQUE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.