Polícia austríaca detém 13 pessoas em investigação contra jihadistas

A polícia austríaca deteve 13 pessoas nesta sexta-feira em uma operação contra supostos jihadistas que trabalhavam para radicalizar jovens e encorajá-los a integrar forças militantes na Síria, disseram promotores.

REUTERS

28 Novembro 2014 | 10h57

A imprensa disse que quase 500 policiais fizeram buscas em mesquitas e salas de oração em Viena, Graz e Linz nesta sexta-feira como parte da investigação, que acontece em meio a um grande esforço europeu para reprimir combatentes que têm integrado grupos radicais no Iraque e na Síria. 

Promotores disseram em comunicado que interrogaram 16 pessoas na investigação sobre supostos membros de uma organização terrorista. Autoridades confiscaram “material de propaganda terrorista”, dinheiro e objetos ilegais nas batidas policiais. 

As autoridades também disseram estar investigando mais de 150 pessoas na Áustria que poderia ter se reunido com militantes radiciais no Oriente Médio. 

(Por Michael Shields)

Mais conteúdo sobre:
AUSTRIAPRISOESJIHADISTAS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.