Polícia da Espanha desarticula célula do ETA e impede ataques

A polícia espanhola prendeu quatro supostos membros da guerrilha separatista basca ETA que estariam prestes a realizar ataques no norte do país, informou o governo nesta terça-feira. Foram apreendidas armas e materiais para explosivos durante a operação, realizada na madrugada. "O ETA tinha uma célula outrora não-identificada, perfeitamente estruturada e pronta para entrar em ação em Navarra", disse o Ministério do Interior, em um informe à imprensa. Os quatro suspeitos foram presos em operações nas cidades de Pamplona, no norte da Espanha, e Valência, na costa do mediterrâneo. O ETA já matou mais de 800 pessoas em quatro décadas de luta armada pela independência do país basco. A última vítima fatal, segundo o grupo, foi feita em setembro, quando o grupo assassinou um soldado e feriu pelo menos 12 pessoas com três bombas explodidas em menos de 24 horas. (Por Jason Webb)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.