Polícia da França detém cinco suspeitos de pertencer a rede terrorista

Franceses são enviados a zona tribal na fronteira do Paquistão com Afeganistão para treinamento de guerra

AP e Efe,

09 de novembro de 2010 | 18h26

PARIS- A polícia francesa deteve cinco pessoas suspeitas de pertencerem a uma rede que envia cidadãos da França á zona tribal na fronteira entre o Paquistão e o Afeganistão para treinamento de guerra, informou o gabinete do procurador de Paris nesta terça-feira, 9.

 

Dois dos suspeitos foram detidos nesta manhã no aeroporto Charles de Gaulle, no norte de Paris, quando estavam chegando ao país. Os outros três foram capturados na capital na tarde de ontem.

 

Os cinco - quatro homens e uma mulher de entre 25 e 30 anos - foram presos a pedido de vários juízes especializados em antiterrorismo, e interrogados como parte de uma investigação sobre uma rede de militantes franceses enviados a zonas tribais reduto do Taleban.

 

Um deles já estava sendo interrogado sobre um atentado para atingir o reitor da Grande Mesquita de Paris, Dalil Boubakeur, que desde setembro é escoltado por guardas armados devido a uma ameaça não especificada contra ele.

 

As detenções foram feitas depois de no mês passado os serviços secretos sauditas terem alertado a Europa sobre uma ameaça terrorista no continente, em particular na França.

 

Paris já advertiu a Interpol e outras fontes também alertaram sobre a possibilidade de ataques terroristas na França nas últimas semanas. As autoridades francesas aumentaram a vigilância contra o terrorismo ao último nível, com maior presença de agentes nos transportes públicos.

Tudo o que sabemos sobre:
TalebanterrorismoFrançaatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.