Polícia desativa carro-bomba com 80 quilos de explosivos na Espanha

Segundo informações oficiais, o carro-bomba não explodiu porque seu sistema de ignição falhou

Efe,

10 de setembro de 2007 | 05h40

A Polícia espanhola desativou um carro-bomba carregado com 80 quilos de explosivos que estava estacionado em frente à delegação do Ministério da Defesa da cidade de Logroño, no norte espanhol, informaram nesta segunda-feira, 10, fontes antiterroristas. Uma equipe de desativação de explosivos, que trabalhou durante toda a noite de domingo, 09, conseguiu neutralizar a carga pouco antes das 7h30 (2h30 de Brasília), segundo as fontes. No entanto, uma explosão de pouca potência, que correspondeu ao detonador da carga explosiva do carro-bomba, chegou a acontecer. O delegado do Governo em La Rioja, Antonio Ulecia, precisou que o carro-bomba não explodiu porque seu sistema de ignição falhou. O veículo, dotado de um mecanismo "muito sofisticado", carregava em seu interior duas grandes panelas cheias de explosivos e perfeitamente presas ao solo do automóvel, além de uma vasilha repleta de gasolina. Por volta das 23h (18h de Brasília) de domingo, uma pessoa que disse falar em nome da ETA ligou para o jornal Gara (habitual porta-voz do grupo) para alertar sobre uma bomba nas proximidades da delegação do Ministério da Defesa da cidade de Logroño. Foram enviadas ao local ambulâncias do serviço de emergências, viaturas da Polícia e especialistas em explosivos que trabalharam até a manhã desta segunda-feira, 10, rastreando a região.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhacarro-bombaatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.