Polícia desativa pacote-bomba enviado à embaixada grega em Paris

Peritos franceses em desativação de bombas realizaram uma explosão controlada de um pacote com explosivos enviado anonimamente para a embaixada da Grécia em Paris, disse um porta-voz da embaixada neste domingo.

REUTERS

12 de dezembro de 2011 | 14h28

O porta-voz afirmou que o pacote parecia ter vindo da Itália e era o primeiro incidente do tipo de que ele tomou conhecimento na embaixada.

"Vimos que era suspeito porque não havia identificação do remetente", disse o porta-voz. "Chamamos os especialistas da polícia, que examinaram o pacote e realizaram uma explosão controlada. Havia explosivos dentro do pacote."

Um grupo anarquista italiano assumiu a responsabilidade por duas cartas-bombas enviadas na semana passada na Europa.

A primeira era destinada ao presidente-executivo do Deutsche Bank, Josef Ackermann, que a descobriu na quarta-feira, antes de abri-la. A segunda explodiu na sexta-feira em mãos do chefe de uma agência da Receita na Itália. Ele perdeu parte de um dedo e teve ferimentos nos olhos.

Um ano atrás um grupo anarquista italiano também assumiu responsabilidade pela remessa de pacotes-bombas para embaixadas estrangeiras em Roma.

(Reportagem de Catherine Bremer)

Tudo o que sabemos sobre:
FRANCAGRECIABOMBA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.