Polícia detém dois por ameaças ao filho mais novo de Sarkozy

Funcionário de empresa de telefonia consegue número particular da ex-mulher do presidente francês

Efe,

15 de janeiro de 2008 | 07h29

Duas pessoas foram detidas por ameaças telefônicas ao filho mais novo do presidente francês, Nicolas Sarkozy, Louis, de 10 anos, segundo o site do semanário Le Point. Um funcionário de uma companhia de telefonia celular teve acesso há alguns meses ao número particular de Cécilia Ciganer, ex-mulher de Sarkozy e mãe do menino. Segundo os investigadores, o funcionário passou o número a um amigo seu, um bombeiro, que em várias ocasiões ligou para esse telefone, que Cécilia Ciganer tinha dado a seu filho. O bombeiro ligou várias vezes para Louis e o ameaçou de morte. O menino contou o caso para sua mãe, o que levou à abertura de uma investigação que permitiu chegar aos dois homens, que serão julgados no próximo mês em um tribunal de Bobigny. A ministra do Interior, Michèle Alliot-Marie, confirmou nesta terça-feira, 15, à emissora Europe 1 a solução do caso das ameaças a Louis Sarkozy,algo que qualificou de "escandaloso".

Tudo o que sabemos sobre:
SarkozyFrança

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.