Polícia encontra sangue no quarto onde Madeleine sumiu

Na próxima sexta-feira, desaparecimento de menina britânica em Portugal completa 100 dias sem pistas

Efe,

06 de agosto de 2007 | 10h32

A Polícia encontrou restos de sangue no quarto do qual a menina britânica Madeleine McCann desapareceu, segundo a edição desta segunda-feira, 6, do diário português Jornal de Notícias.   Cachorros policiais encontraram vestígios de sangue em uma parede do quarto ocupado pelos pais da menina, Gerry e Kate McCann, o que poderia indicar que Madeleine pode ter sido morta no local, segundo o jornal.   Os agentes não descartam a possibilidade de morte por acidente, embora aparentemente alguém tenha tentado limpar os restos de sangue, o que induz a pensar que se trata de um homicídio.   Fontes da Polícia Judicial portuguesa explicaram à agência Efe que foram realizadas diligências com cachorros britânicos, mas não quiseram confirmar o resultado desta nova pista.   As mesmas fontes asseguraram que, apesar do fracasso das investigações realizadas durante dois dias na residência do britânico Robert Murat na busca por restos ou vestígios de Madeleine, este continua sendo o único suspeito do desaparecimento da menina.   Os agentes portugueses, apoiados por policiais britânicos e cães adestrados, fizeram perfurações de cerca de meio metro com cabos de aço para liberar o cheiro de qualquer pista ou corpo que poderia estar no subsolo para assim ser detectado pelos cães.   Além do Jornal de Notícias, outros meios de comunicação portugueses também descartam a possibilidade do seqüestro e afirmam que há rastros de que havia um cadáver no quarto.   Segundo a imprensa, as provas foram descobertas na semana passada graças ao uso dos cachorros, treinados para detectar restos biológicos e distinguir se pertencem a pessoas mortas ou vivas.   As autoridades portuguesas estão convencidas de que o sangue pertence a Madeleine, mas ainda aguardam os resultados das análises de laboratório.   Com a aparição desta nova pista, as suspeitas se concentram agora no círculo próximo do casal McCann.   Os pais de Madeleine, que realizaram uma campanha internacional para pedir ajuda no caso, preparam novas ações para a próxima sexta-feira, quando se completam 100 dias do desaparecimento da menina.   No Reino Unido são oferecidos mais de 4 milhões de euros por pistas que ajudem a encontrar Madeleine, e já foram arrecadadas doações de cerca de 1 milhão de libras no site criado pelos advogados dos McCann.   Madeleine desapareceu enquanto dormia no quarto do complexo turístico de Praia da Luz, no sul de Portugal, junto aos irmãos gêmeos de 2 anos, enquanto os pais jantavam com amigos no restaurante do estabelecimento.

Tudo o que sabemos sobre:
Madeleine McCannPortugalReino Unido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.