Polícia espanhola prende 2 supostos militantes da ETA

Aldekoa e Salterain são suspeitos de darem abrigo a outro militante do ETA, preso semanas atrás

AE-AP

02 de março de 2008 | 15h10

A polícia espanhola prendeu neste domingo, 2, dois supostos militantes da organização separatista basca ETA. De acordo com a polícia, Aroitz Aldekoa e Agurne Salterain, ambos de 28 anos, foram presos na aldeia de Iurreta, 32 km ao sul de Bilbao, no País Basco (norte da Espanha).   Os dois são suspeitos de terem dado abrigo a outro suposto militante da ETA, Gorka Lupianez, que foi preso semanas atrás. O ministro do Interior da Espanha, Alfredo Pérez Rubalcaba, disse que as prisões foram resultado de uma "operação importante".   As forças de segurança espanholas estão em estado de alerta elevado por causa da eleição parlamentar do próximo dia 9. Em março de 2004, às vésperas das eleições anteriores, terroristas ligados à organização Al Qaeda provocaram explosões simultâneas em vários vagões do metrô de Madri, matando 191 pessoas e ferindo pelo menos 1.800.

Tudo o que sabemos sobre:
ETAPaís Bascopresos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.