Polícia francesa captura homem que fazia reféns

A polícia francesa prendeu um homem que fez reféns em um banco na cidade de Toulouse, no sudoeste da França, nesta quarta-feira.

REUTERS

20 de junho de 2012 | 12h57

O homem, que alegou ser membro da Al Qaeda, foi preso depois que a polícia lançou uma ofensiva na qual ele foi ferido.

Armado com explosivos, o homem havia feito várias pessoas reféns em um agência bancária em Toulouse, mas libertou duas reféns depois de receber comida e água no início da tarde, disseram fontes da polícia.

O homem, que tem registro na polícia por pequenas ofensas e problemas psicológicos, fez os reféns no meio da manhã em uma agência do banco francês CIC, incluindo o gerente, e disparou um tiro após uma tentativa frustrada de assalto à mão armada, afirmou à Reuters o membro do sindicato da polícia UNSA Cedric Delage.

Duas fontes da polícia afirmaram que um segundo tiro foi disparado no início da tarde.

"O homem deixou claro que ele não está agindo por dinheiro, mas por motivos religiosos. Ele quer que deixemos esta mensagem clara", disse o procurador Michel Valet a jornalistas.

A polícia acredita que quatro reféns estão envolvidos neste recente drama a atingir Toulouse desde que um jovem atirador que se dizia inspirado pela Al Qaeda matou três soldados, um rabino e três crianças judias em março.

(Reportagem de Guillaume Serries e Gerard Bon em Paris)

Mais conteúdo sobre:
FRANCAALQAEDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.