Polícia italiana detém chefe da Camorra Pasquale Russo

Pasquale Russo era considerado o verdadeiro cérebro da "família" e tinha sido condenado várias vezes

EFE,

01 Novembro 2009 | 08h57

Os Carabinieri (polícia militarizada italiana) deteve na província de Avelino, na região de Campânia, Pasquale Russo, que liderava, junto com o irmão Salvatore - detido no sábado -, um dos mais importantes clãs da Camorra.

 

Pasquale Russo, de 62 anos, era - como o irmão - um dos 30 fugitivos mais perigosos do país e estava foragido da Justiça italiana desde 1993.

 

Os policiais entraram no começo da manhã na casa da localidade de Sperone, em Avellino, onde o mafioso estava escondido, e detiveram também outro irmão Russo, Carmine, de 47 anos, incluído desde 2007 na lista dos criminosos mais procurados, informa a Carabinieri, em uma nota.

 

Pasquale Russo era considerado o verdadeiro cérebro da "família" e tinha sido condenado a várias penas de prisão perpétua por homicídio e formação de quadrilha para a máfia.

 

A detenção dos irmãos Russo foi um duro golpe à Camorra, já que "decapitou" um dos mais importantes clãs do crime organizado de Nápoles e que controlava as atividades ilegais na área da localidade de Nola.

Salvatore Russo foi detido ontem em uma casa de campo em Somma Vesuviana, localidade próxima Nola, depois que voltou ao esconderijo, após ter ido caçar.

 

A polícia descobriu o fugitivo escondido em um túnel cavado atrás de uma das paredes da cozinha e, no momento da detenção, Salvatore estava armado com um fuzil e uma pistola, mas não ofereceu resistência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.