Polícia italiana prende 20 estrangeiros acusados de terrorismo

Grupo é acusado de recrutar e auxiliar homens-bomba para ações no Iraque e no Afeganistão

Reuters e Efe,

06 de novembro de 2007 | 07h40

A polícia italiana prendeu 20 estrangeiros suspeitos de atividade terrorista, informaram fontes policiais nesta terça-feira, 6. A operação foi determinada por promotores públicos de Milão e ocorreu no norte da Itália e fora do país. Autoridades acreditam que os detidos possuem ligação com células islâmicas que recrutam e ajudam homens-bomba em potencial no Iraque e Afeganistão. A polícia disse que foram apreendidos materiais tóxicos e detonadores de longa distância para explosivos.   As operações foram realizadas em Milão, Gênova e Bolonha. As ações podem se estender a outras cidades européias.   Os promotores afirmam que a célula não pretendia realizar atentados na Europa e que seu objetivo era só o recrutamento.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliaterrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.