Polícia lança gás lacrimogêneo contra manifestantes em Istambul

A polícia turca usou neste sábado gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes no centro de Istambul que procuram marcar o aniversário de um ano do início das maiores manifestações contra o governo em décadas.

Reuters

31 Maio 2014 | 14h14

Várias centenas de pessoas estavam nas ruas que levam à Praça Taksim, exigindo a renúncia do governo, quando a polícia disparou as bombas de gás lacrimogêneo contra a multidão, que rapidamente se dispersou.

Mais cedo, a polícia turca havia fechado o parque Gezi, em Istambul, o polo de protestos em 2013, para impedir qualquer tentativa de comemoração do aniversário dos protestos.

O primeiro-ministro Tayyip Erdogan, que foi alvo de muitos manifestantes no ano passado, alertou as pessoas para ficarem longe da Taksim Square, ao lado do parque, dizendo que as forças de segurança vão fazer o que for necessário para manter a tranquilidade da área.

A Taksim Solidariedade, uma das principais organizadoras do movimento de protesto no ano passado, convocou uma reunião na praça para o final do dia.

(Por Ayla Jean Yackley e Humeyra Pamuk)

Mais conteúdo sobre:
TURQUIA PRACA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.