Chris J Ratcliffe/AFP
Chris J Ratcliffe/AFP

Polícia libera dez dos 11 suspeitos de conexão com ataque

Após liberação de suspeitos, ingleses prestaram homenagens na capital

O Estado de S. Paulo

25 de março de 2017 | 17h55

A Polícia Metropolitana de Londres afirmou neste sábado, 25, que das 11 pessoas presas após o ataque terrorista na ponte de Westminster, na terça-feira, 21, apenas um homem de 58 anos continua sob custódia para interrogatórios.


As prisões ocorreram em três das maiores cidades do país - Londres, Birmingham e Manchester. Segundo a polícia, os detidos foram liberadas por cooperarem com as investigações. Desde sexta, as forças de seguranças locais já liberaram dez pessoas, seis homens e quatro mulheres entre 21 e 39 anos, suspeitos de conexão com o britânico Khalid Masood, autor do ataque.


Durante a tarde deste sábado, dezenas de milhares de pessoas prestaram homenagens aos mortos no ataque durante manifestação contra a saída do Reino Unido da União Europeia. Flores foram depositadas em frente ao palácio de Westminster, sede do parlamento britânico.



- COM AGÊNCIAS

A Polícia Metropolitana de Londres afirmou neste sábado, 25, que das 11 pessoas presas após o ataque terrorista na ponte de Westminster, na terça-feira, 21, apenas um homem de 58 anos continua sob custódia para interrogatórios.


As prisões ocorreram em três das maiores cidades do país - Londres, Birmingham e Manchester. Segundo a polícia, os detidos foram liberadas por cooperarem com as investigações. Desde sexta, as forças de seguranças locais já liberaram dez pessoas, seis homens e quatro mulheres entre 21 e 39 anos, suspeitos de conexão com o britânico Khalid Masood, autor do ataque.


Durante a tarde deste sábado, dezenas de milhares de pessoas prestaram homenagens aos mortos no ataque durante manifestação contra a saída do Reino Unido da União Europeia. Flores foram depositadas em frente ao palácio de Westminster, sede do parlamento britânico.



- COM AGÊNCIAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.