Polícia prende chefe de clã mafioso na Itália

Salvatore Russo é procurado por associação mafiosa, homicídio e ocultação de cadáver

Efe,

31 de outubro de 2009 | 08h39

A Polícia da Itália deteve neste sábado, 31, na província de Nápoles, o mafioso Salvatore Russo, o chefe de um dos mais importantes clãs da Comorra. Russo, de 51 anos, era procurado pela Justiça italiana desde 1995 e está entre os 30 fugitivos mais perigosos do país.

 

Segundo os investigadores, Russo dirigia um clã com o seu nome ao lado do irmão Pasquale. Seu grupo gerenciava as atividades ilegais na cidade de Nola, no sul do país. O italiano, que é condenado à prisão perpétua por associação mafiosa, homicídio e ocultação de cadáver, foi detido em uma casa de campo em Somma Vesuviana, na região controlada por seu clã.

 

"A prisão de Salvatore Russo, é um golpe duríssimo na Camorra. Com essa nova detenção, estamos estreitando o círculo ao redor dos fugitivos mafiosos", afirmou o ministro do Interior italiano, Roberto Maroni. Agora a Polícia busca Pasquale Russo, condenado pelos mesmos crimes do irmão.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliamáfiaComorraprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.