Polícia prende importante integrante do ETA na França

A polícia francesa prendeu nestaterça-feira uma das integrantes mais procuradas do gruposeparatista basco ETA, semanas antes das eleições gerais naEspanha. A polícia prendeu Ainhoa Adin Jauregui, de 35 anos, emHendaye, cidade próxima à fronteira com a Espanha, informou umafonte próxima ao caso, confirmando relatos anterioresfornecidos por autoridades espanholas. Ela é suspeita de participar de ataques nos anos 1990 queresultaram na morte de três pessoas, segundo a mídia espanhola. A prisão aconteceu dias após o governo ter se movimentadopara banir dois partidos políticos bascos que supostamenteteriam ligações com os separatistas armados, que promoveram umalonga campanha de violência para conquistar a independência dopaís basco. Mas o período de vigor da proibição das legendas AccionNacionalista Vasca (ANV) e Partido Comunista de la Tierra Vasca(PCTV), seis semanas antes das eleições, gerou críticas aogoverno de Luis Rodriguez Zapatero, acusado de tentar ganhar"capital político" com a decisão. Negociações entre governo e guerrilha levaram a umcessar-fogo em 2006, mas a trégua foi interrompida em dezembrodaquele ano, após um ataque ao aeroporto de Madri que matouduas pessoas. O governo socialista espanhol tem endurecido suas açõescontra o ETA desde então, frente a críticas da oposiçãoconservadora de que Zapatero não deveria ter aberto a porta àsnegociações. O primeiro-ministro declarou que, se vencer as eleições de9 de março, ele não reiniciará conversas com as guerrilhas, quemataram mais de 800 pessoas em sua luta por independência. (Reportagem de Inmaculada Sanz e Claude Canellas)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.