Policial espanhol é morto em operação contra o ETA na França

Esta é a primeira morte provocada pelo grupo separatista do País Basco em 15 meses, desde o fim do cessar-fogo

REUTERS

01 de dezembro de 2007 | 09h58

Um policial civil espanhol foi atingido por tiro e morreu durante operação contra guerrilheiros do grupo separatista basco ETA na França, segundo fontes da polícia francesa disseram neste sábado, Um segundo policial ficou seriamente ferido no tiroteio na vila francesa de Capbreton, a 20 quilômetros da cidade de Biarritz, ao sul do país. Os suspeitos escaparam, disse a fonte. Essa foi a primeira morte provocada pelo ETA desde que o grupo anunciou um cessar-fogo há 15 meses -o qual já tinha sido quebrado na prática quando a organização bombardeou o aeroporto de Madri em dezembro passado. Os separatistas já mataram mais de 800 pessoas em quatro décadas de luta armada pela independência de territórios bascos no norte da Espanha e no sul da França. Pesquisas de opinião mostram que a maioria dos habitantes do País Basco da Espanha, que já tem grande autonomia, não desejam a separação total da Espanha.

Tudo o que sabemos sobre:
ESPANHAETA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.