Policial que investigou sumiço de Madeleine lançará livro

Três dias após esperada conclusão do caso, Gonçalo Amaral lança livro em que promete revelações 'explosivas'

Efe,

20 de julho de 2008 | 19h41

O ex-coordenador da investigação aberta pela polícia portuguesa sobre o desaparecimento da menina britânica Madeleine McCann em maio de 2007 vai publicar um livro sobre o caso, revelou neste domingo, 20, o dominical britânico The Observer. Gonçalo Amaral apresentará o volume, intitulado Verdadeiras Mentiras, em Lisboa, três dias depois da esperada conclusão que as autoridades portuguesas devem dar para o caso nesta segunda-feira, 21. Depois de mais de 14 meses de investigações, a expectativa em Portugal é de que a polícia e a Promotoria encerrem seus trabalhos por falta de indícios do paradeiro da menina. Segundo o Observer, espera-se que Amaral, que foi retirado do caso em outubro passado, retome no livro seus ataques contra o papel da polícia britânica na investigação. Carlos Pinto de Abreu, advogado português de Gerry e Kate McCann, pais de Madeleine, disse à publicação que, apesar da promessa de Amaral de fazer revelações "explosivas" sobre o caso, o livro não deverá afetar as buscas pela menina. Para o profissional, o aguardado arquivamento do caso daria aos McCann acesso imediato aos arquivos policiais. Madeleine desapareceu em 3 de maio de 2007, enquanto dormia com seus dois irmãos menores em um quarto de hotel. Na hora, os pais delas jantavam em um restaurante próximo com vários amigos.

Tudo o que sabemos sobre:
Madeleine McCann

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.