Político paquistanês exilado no Reino Unido é assassinado em Londres

Imram Farooq foi morto à golpes de navalha; culpados não foram encontrados

Efe,

17 de setembro de 2010 | 04h36

LONDRES - Um político paquistanês exilado no Reino Unido foi assassinado perto de sua casa, onde vivia em Londres, informou a rede televisiva BBC nesta sexta-feira, 17.

Imram Farooq de 50 anos, ex-deputado e dirigente do partido Muttahida Quami Movement (MQM), recebeu vários golpes de navalha. Até o momento, a polícia britânica não encontrou os culpados. O MQM declarou dez dias de luto e, após a notícia, a violência explodiu em Karachi, onde houve disparos e carros foram incendiados.

 

Centenas de militantes do partido foram à casa de Farooq em Karachi, a maior cidade do Paquistão e onde o partido conta com maior apoio, segundo a emissora britânica. O político tinha passado à clandestinidade no Paquistão em 1992, e sete anos depois pediu asilo político no Reino Unido. Procurado pelas forças de segurança paquistanesas, o político disse em 1999 que tinha passado os sete anos anteriores escondido em Karachi.

 

Farooq foi um dos membros fundadores do MQM, cujos dirigentes disseram que acreditam que conseguirão repatriar o corpo. Atualmente, o dirigente morto era, na prática, o segundo na hierarquia do partido, embora não tenha retornado ao Paquistão desde que se exilou na Inglaterra.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.