Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

Prefeito de Londres: 'devemos nos manter vigilantes'

Sadiq Khan também pediu calma aos moradores. 'Estou certo de que ainda somos uma das cidades mais seguras do mundo', afirmou

O Estado de S. Paulo

04 de junho de 2017 | 03h58

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, concedeu entrevista coletiva às 8h20 deste domingo (3h20, no horário de Brasília), a primeira após o ataque que deixou nove mortos - sendo três deles terroristas - e 48 feridos. No discurso, Sadiq definiu os ataques como "bárbaros" e "covardes", mas pediu aos londrinos que se mantenham vigilantes e continuem tocando seus negócios. "Estou certo de que ainda somos uma das cidades mais seguras do mundo".

O prefeito aproveitou a ocasião para agradecer a ação dos serviços de resgate que, segundo ele, agiram hroicamente."Como resultado desta ação veloz, menos pessoas morreram do que poderta ter sido o caso", analisou."Eles [os terroristas] querem nos impedir de desfrutar das liberdades que temos...eles querem nos impedir de votar na quinta-feira, na eleição-geral. Não podemos permití-los de fazer isso", afirmou o prefeito.

O prefeito também se mostrou contra o adiamento da votação, marcada para esta quinta-feira (8) em todo o território inglês. Quando abordado sobre o tema, Sadiq argumentou que não era "um advogado do adiamento das eleições". O Partido Conservador, legenda da primeira-ministra inglesa Theresa May, suspendeu a campanha programada para este domingo - medida também adotada pelos outros partidos. 

Filho de imigrantes paquistaneses e no cargo desde maio de 2016, Sadiq Khan é o primeiro prefeito de minoria muçulmana a governar a cidade de Londres.

 

Tudo o que sabemos sobre:
TerrorLondresTerrorismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.