Premiê grego faz apelo ao Parlamento para evitar eleições antecipadas

O primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, fez um apelo aos parlamentares neste sábado, para evitarem a incerteza de uma eleição geral, garantindo que um presidente seja eleito em uma votação-chave no Parlamento na próxima semana.

REUTERS

27 de dezembro de 2014 | 15h26

Falando antes da terceira e decisiva rodada de votação para eleger um sucessor para o chefe de Estado Karolos Papoulias, de 85 anos, Samaras disse que uma eleição geral, que deverá ser realizada se um novo presidente não for nomeado, não é do interesse nacional.

"O povo grego não quer eleições antecipadas", afirmou ele à televisão estatal em uma entrevista. "Eu fiz e estou fazendo de tudo para garantir que um presidente seja eleito e evitar eleições antecipadas", completou.

Ele repetiu o convite para outras partes cooperarem em troca de um acordo para a realização de eleições no final do próximo ano, mas ofereceu poucos detalhes concretos.

No entanto, ele disse que se a Grécia for às urnas, seu Partido Nova Democracia, de centro-direita, que está atrás do partido de esquerda Syriza nas pesquisas de opinião, vai ganhar.

"Mesmo que as eleições sejam convenientes para mim, eu quero ver o navio em segurança no porto", declarou.

(Reportagem de Renee Maltezou)

Tudo o que sabemos sobre:
GRECIAPREMIEAPELO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.