Premiê italiano diz que 'serviria' novamente se for solicitado

O primeiro-ministro italiano, Mario Monti, disse nesta quinta-feira que está disposto a cumprir outro mandato caso não haja um claro vencedor nas eleições do próximo ano e se for solicitado a fazê-lo.

Reuters

27 de setembro de 2012 | 11h03

"Caso existam circunstâncias em que (os partidos italianos) acreditem que eu poderia servir de forma útil após as eleições, eu estarei lá", disse Monti durante uma breve declaração à imprensa no Conselho de Relações Internacionais, em Nova York.

Monti comanda um governo tecnocrata, que não foi eleito pelo povo, desde que o premiê Silvio Berlusconi renunciou, em novembro.

Devido ao seu "espírito de serviço", ele considera assumir o papel novamente, apesar de esperar que haja um claro vencedor político e que ele não seja solicitado a permanecer no cargo, disse.

(Reportagem de Nicola Scevola, Steve Scherer e Gavin Jones)

Tudo o que sabemos sobre:
ITALIAPREMIEMONTICARGO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.