Premiê italiano Prodi perde a maioria no Senado

O pequeno partido católico Udeur abandonouna segunda-feira a coalizão de governo da Itália, deixando oprimeiro-ministro Romano Prodi sem maioria no Senado. O dirigente partidário Clemente Mastella disse ementrevista coletiva ser favorável à convocação de eleiçõesextraordinárias. "Esta maioria não existe mais, esta centro-esquerda acabou.Somos por eleições", disse Mastella, que renunciou na semanapassada ao cargo de ministro da Justiça por ter sido envolvidojunto com sua esposa numa investigação de corrupção. Ele antes havia dito que o Udeur daria apoio "externo" aProdi, mas na segunda-feira retirou até isso. O partido ocupa três cadeiras no Senado, onde a maioriagovernista era de apenas dois senadores. Prodi ainda pode conseguir aprovar projetos com a ajuda desenadores vitalícios (não-eletivos). (Por Valentina Rusconi)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.