Premiê russo contradiz rumores sobre saúde de Putin

O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, disse em comentários publicados na terça-feira que o presidente Vladimir Putin não tem problemas de saúde nem lesões graves.

Reuters

13 de novembro de 2012 | 20h09

Putin, que completou 60 anos em outubro e tem mandato até 2018, foi visto mancando no começo de setembro, durante uma cúpula da Ásia-Pacífico, e desde então apresenta eventualmente rigidez ao caminhar.

Fontes governamentais disseram à Reuters no mês passado que Putin está com um problema nas costas, mas o Kremlin negou isso e desmentiu rumores de que ele teria adiado viagens por razões médicas.

Preparando-se para uma visita à Finlândia, Medvedev foi questionado por jornalistas desse país sobre a saúde de Putin. Inicialmente, respondeu dizendo não ser médico. Pressionado, afirmou: "Escute, toda pessoa tem o direito de cuidar da sua saúde", e acrescentou que presidentes e primeiros-ministros precisam se exercitar para manter a forma.

"E o presidente Putin, também, tem de fazer muito esporte para continuar em forma. Mas ele está bem, e, graças a Deus, tudo está bem com ele", disse Medvedev, segundo transcrição do governo russo.

Questionado sobre se isso significava que Putin não tem lesões sérias, Medvedev declarou: "Nada sério. E todo mundo tem coisinhas das quais precisa cuidar".

Um porta-voz de Putin disse no mês passado que o presidente estava mancando em setembro por causa de uma lesão sofrida praticando esportes. Ele disse que Putin, que é faixa preta de judô e conhecido por seu porte atlético, não tem problemas nas costas e não pretende se afastar.

Tudo o que sabemos sobre:
RUSSIAPUTINSAUDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.