Michael Kappeler/AP/Arquivo
Michael Kappeler/AP/Arquivo

Presidente alemão renuncia devido a escândalo político

Decisão é um duro revés para a chanceler Angela Merkel, que o indicou para o cargo

REUTERS

17 de fevereiro de 2012 | 07h53

BERLIM - O presidente da Alemanha, Christian Wulff, renunciou ao cargo nesta sexta-feira, 17, em decorrência de um escândalo de favorecimento político que vem abalando sua gestão há meses.

A decisão é um duro revés para a chanceler (primeira-ministra) Angela Merkel, que o indicou para o cargo - basicamente cerimonial na Alemanha -, num momento em que tem de enfrentar a crise na zona do euro.

Wulff deu uma declaração por volta de 10 horas em Berlim (8 horas em Brasília).

Merkel adiou repentinamente uma viagem a Roma, onde iria se encontrar com o primeiro-ministro italiano, Mario Monti, e agendou uma entrevista coletiva à imprensa para depois da declaração de Wulff.

Tudo o que sabemos sobre:
ALEMANHAPRESIDENTERENUNCIA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.