Fabrizio Bensch/Reuters
Fabrizio Bensch/Reuters

Presidente da Alemanha renuncia após comentários sobre políticas do governo

Horst Koehler recebeu críticas ao associar interesses nacionais com intervenções militares

Reuters

31 Maio 2010 | 09h51

BERLIM - O presidente da Alemanha, Horst Koehler, renunciou nesta segunda-feira, 31, devido às críticas geradas pelos comentários que fez a respeito das ações militares e dos interesses comerciais de seu país.

 

A renúncia repentina ocorre depois de Koehler, eleito para um segundo mandato neste ano, dizer que um país como a Alemanha, que é bastante confiante no comércio exterior, deve saber que intervenções militares são necessárias para manter os interesses nacionais.

 

"Lamento que meus comentários levaram ao mau entendimento de uma importante e difícil questão para o nosso país", disse Koehler.

 

O presidente da Alemanha é o responsável por sancionar as leis criadas no Parlamento, mas seu papel é meramente cerimonial.

Mais conteúdo sobre:
AlemanhaKoehlerrenúncia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.